Páginas

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Maioridade de Brasília

Brasília completará em 2 anos os seus 50 anos de fundação, é uma cidade muito jovem, mas que vem crescendo em uma velocidade muito superior à média brasileira, é bem verdade que artificialmente, fomentada pela dinherama que corre pelas veias do governo federal. Isso é outro assunto, meu objetivo é comentar um evento, que no meu ponto de vista, marca definitivamente a passagem de Brasília da adolescência para a fase adulta.
Desde da sua inauguração e mesmo após ser tombada como patrimônio da humanidade, há uma brecha na legislação que permite que os idealizadores de Brasília, ou seja Oscar Niemeyer e Lucio Costa, possam realizar modificações e/ou propor a construção de novos prédios/monumentos no plano piloto. Lucio Costa já é morto, mas Oscar Niemeyer eventualmente, quando decide passar por Brasília, inventa um novo prédio ou monumento para ser construído no eixo monumental, que via de regra são aceitos pelo governo do Distrito Federal (GDF), portanto há coisas estranhas, como aquele museu que parece Netuno com seu anel, meio estranho, mas Oscar Niemayer pode tudo em Brasília, a lei lhe faculta.
Da última vez que veio aqui ele inventou de fazer uma praça, chamada da soberania, que alterava a concepção de Lucio Costa para a paisagem de quem vê o congresso da rodoviária, Esta paisagem deve ser livre, pois dá a impressão de convergência até o congresso, e esta praça iria ser inserida justamente entre a rodoviária e o congresso. A partir de um artigo de uma professora da UnB, que criticou duramente esta intervenção incoveniente, inciou-se um movimento popular que culminou ironicamente na soberania do povo da Capital, isto é, O.N. desistiu de realizar o projeto. Acho que este fato evidenciou que a criatura amadureceu e hoje não consegue impor a sua "soberania" não permitindo qualquer imposição absurda e que agrida a concepção original de Brasília, mesmo que esta seja oriunda do seu criador.
Vou falar numa próxima postagem sobre o que eu pude avaliar sobre quem realmente foi mais impostante para Brasília, O.N. ou Lucio Costa.

Nenhum comentário: