Páginas

sábado, agosto 08, 2009

Os movimentos sociais no Brasil - exemplo da UNE

Apesar de um pouco desatualizado, pois muito dos fatos já ocorreram há algum tempo, acho interessante comentar algumas impressões que tive sobre o assunto. É sabido que o governo Lula cooptou da pior maneira possível todos os movimentos sociais organizados com alguma expressão no Brasil, e da pior maneira possível, os comprou de modo a não encherem o saco do governo. Quem não se lembra da era FHC, quando era comum as ruas se encherem de pichações, cujo o conteúdo mais educado era fora FHC. Isso acontecia em reação a qualquer coisa que o ex-presidente fizessse ou falasse mesmo que banal, hoje o Lula pode falar que vai vender a Amazônia ou que o que ocorre no cenário político brasileiro é legal que não acontece nada. O exemplo mais pungente é o da UNE, totalmente subserviente ao governo, pois vive às suas custas.
A UNE fez um congresso recentemente em Brasília e os participantes destruiram as escolas que serviram de hotel para o evento, cedidas pelo governo do DF. Foram encontradas nas escolas, garrafas e latas de bebidas alcoólicas e camisinhas usadas, demonstrando que realmente o congresso teve uma importância social indiscutível. Além disso fizereram uma passeata na esplanada pedindo que não se abrisse a CPI da Petrobras. Vemos que a UNE tem apresentado propostas ideológicas incoerentes com o movimento estudantil, se tornando mais um braço do governo nos movimentos sociais.
Para finalizar, não tenho nada contra a destruição das escolas, o uso de bebidas alcoólicas e de camisinhas, acho até muito legal a realização de festas regadas a bebidas e sexo, mas não financiadas pelo governo com o dinheiro dos contribuintes. Quem tem que pagar os prejuízos e a farra são os que participaram delas, ou melhor os pais destes, pois a exemplo do novo presidente da UNE, a maioria não trabalha.

Nenhum comentário: