Páginas

quarta-feira, julho 07, 2010

Patriotismo à brasileira

Estava eu indo para meu almoço quando me deparei com a cena acima, fiz questão de documentar, pois é emblemática. Trata-se do Pavilhão Nacional, amarrotado indignamente e depositado numa lixeira da quadra 400 e alguma coisa de Brasília (a cidade em que ocorreu o fato também faz-nos refletir...).
O que melhor representa o patriotismo dos brasileiro? Acho difícil de achar uma imagem tão forte e precisa para o atual momento político e de civilidade brasileiro. Tenho uma interpretação que quero comungar com os mingados leitores deste blog:
1-É público e notório que o brasileiro só lembra que faz parte de uma nação quando na copa do mundo. Todos vestem a camisa, empunham a bandeira com orgulho varonil, para quê? Assistir a umas peladas, cujo o resultado não alteram em nada a nossa condição de cidadãos vilipendiados por políticos canalhas, impostos extorsivos, cidades abandonadas, transporte público inexistente etc. Só isso já assustaria a qualquer ser de bom senso, o país é uma merda, mas tudo bem temos a copa do mundo para nos alegrar, graças ao Dunga, nem isso...
2-O fato desta foto ter sido tirada em Brasília também é algo intrigante, não tenho uma interpretação formada (espero que alguém comente), mas certamente JK está se retorcendo no seu mausoléu (não só por isso, mas também por outras coisas que vêm acontecendo na sua cidade idealizada). Se fosse no Rio todos diriam que o carioca é escrachado e que a "maresia" faz com que os cérebros sejam mais complacentes, mas na Capital Federal? Algo estranho está se materializando (será uma Hidra à brasileira?).
Por estas e por muitas outras, que não me considero um brasileiro, prefiro outro gentílico que me distancia da imensa barbárie em que o país está mergulhado, considero-me um Brasiliano. Para mais detalhes acessar:Brasileiros e Brasilianos de Stephen Kanitz.

Nenhum comentário: