Páginas

domingo, novembro 03, 2013

A finalidade da arte

Estou a ler um livro acerca da história da arte, realmente surpreendi-me com alguns fatos que desconhecia completamente. Quanta ignorância! Para mim a arte era algo meio que supérfluo, sem uma finalidade em si, servindo somente para agradar à percepção das pessoas (quase todas ou algumas), criar um mercado lucrativo e críticos ininteligíveis e pedantes(isso pelo menos era verdade).
É claro que estava tudo errado e, apesar de estar no início do livro, já começo a vislumbrar um mundo novo de informações. Inicialmente a nossa fonte em termos de arte são os gregos, lá que tudo começou a se organizar em termos que conhecemos hoje. Todavia, esses beberam da fonte dos egípcios, que tinham a arte como um dos aspectos de sua religião e crenças. Desde o início da humanidade o homem usa arte como forma de amuleto, tendo na crença que as imagens podem servir como algo mágico, que vai lhe ajudar em algum aspecto de sua vida. Os homens da caverna pintavam animais na parede pois acreditavam que essa imagem poderia ajudá-los numa caçada mais abundante.
Os egípcios se utilizaram da arte para pavimentar o caminho dos influentes para a vida eterna. As pinturas eram estáticas e regidas por regras rígidas. Ilustravam os feitos do morto e lhe legavam ajudantes de que iria precisar na vida após a morte. Os gregos se influenciaram muito pelos egípcios, mas ousaram e ganharam o espaço (perspectiva)  e o movimento. Em torno de 440 aC, o movimento de libertação da razão, com o nascimento da filosofia e da ciência, fizeram os gregos evoluírem também na arte. Mesmo assim ainda se mostrava (finalidade) fortemente atrelada às crenças no seus deuses e em suas benesses. Duas imagens para vislumbrar essa diferença:
 Detalhe do Pártenon - Oficina de Fido (famoso artista que fez a Atena no templo de Olimpo)
    Imagem do interior de uma pirâmide (o Rei e sua mulher).
Veja como os gregos se inspiraram nos egípcios, mas foram além. A rigidez desses últimos se transforma no movimento e no espaço adquiridos pelos primeiros. Portanto, nesses dois exemplos, a arte tem uma finalidade, foi feita para atender uma necessidade, na maior parte das vezes ligadas às crenças do povo. Certamente os artistas dessas obras não tinham a noção de que o seu trabalho se transformaria no que chamamos hoje de arte!

Nenhum comentário: